A Semana



Sidcar e a Cabine Dupla

Sidney Ribeiro começou em Mogi trabalhando na oficina dos irmãos Moro onde obteve mais experiência no ramo de funilaria quando ainda morava em São Paulo. Com o aprendizado nos irmãos Moro conseguiu a estrutura para abrir mais tarde sua própria oficina de funilaria. Por vota de 1981 chega em sua oficina, na avenida Fernando Costa, o contador mogiano Alfredo Campolino, que queria instalar uma cabine dupla em sua pick up.


Embora sem experiência nessa função ele resolveu arriscar e o resultado foi tão bom que Sidney resolveu se dedicar totalmente ao aperfeiçoamento desta técnica.


Com o sucesso e pedidos vindos de vários ponto do país, Sidney Ribeiro tornou-se um dos mais bem sucedidos funileiros de Mogi das Cruzes na década de 80.


A instalação da cabine dupla pode ser feita em qualquer carro, segundo Sidney: “Depois do corte, utilizamos chapa metálica com tratamento anti-corrosivo para ampliar a cabine. O piso recebe forração anti-ruído antes do carpete ou vermilã. Fazemos todo o serviço de estofamento e tapeçaria, assim como a pintura, que pode ser personalizada…” disse para uma entrevista na Revista Ato em 1985.
Eu tive o prazer e privilégio de andar numa dessas pick-ups cabine dupla, produzida pela Sidcar. Na época, um amigo meu, tinha uma, linda, totalmente personalizada e até com televisão. Era super confortável e bonita de se ver.

Sidney além de ótimo profissional tinha visão de publicitário. Num dia de 1982 ele fêz um anúncio da Sidcar nos classificados do Jornal O Estado de S. Paulo. No dia seguinte o telefone não parava de tocar.
Em 1984, a Sidcar seguiu a moda das pick-ups com janelas panorâmicas e a oferta de acessórios e equipamentos só cresceu: ar condicionado, poltronas giratórias, bancos traseiros conversíveis em cama, forração em couro, vidros elétricos, guincho, quebra-mato, rodas de liga, tampão de fibra para caçamba.
A Sidcar foi uma das raras empresas que conseguiram suportar o baque do plano Collor e a abertura do mercado de importações.

Como forma de enfrentar a recessão, a empresa passou a investir na transformação de caminhões para empresas prestadoras de serviços públicos. Mesmo com esse novo mercado, o volume de negócios não foi suficiente para manter a Sidcar no mercado, onde encerrou suas operações pouco antes da virada do milênio

Fonte

  • Internet: https://www.lexicarbrasil.com.br/sidcar/
  • Revista Ato, nº 27, Agosto de 1985

Comente abaixo