A Semana



Sesc Mogi recebe peça premiada

Um menino negro – morador do bairro Guaianases, zona leste de São Paulo / Brasil – vai a padaria no primeiro dia do ano e leva um “enquadro” de um policial. A partir daí o menino começa acorrer e não para mais, o que o leva a uma maratona pelo mundo passando por países da América Latina e África. Ao longo do caminho ele é atingido por 111 tiros de arma de fogo do policial que o persegue. Buraquinhos que abrem sem pudor e o vento que espanta o picumã. Uma denúncia ao genocídio em massa da população jovem, negra e periférica com fortes tintas de realismo fantástico.

O premiado espetáculo terá duas sessões grátis no Sesc Mogi, Dia 22/4, sexta, das 20h às 21h30 e Dia 23/4, sábado, das 19h às 20h30. A retirada de Ingressos começa 01 hora antes.

Buraquinhos ou O vento é inimigo do picumã é um espetáculo de teatro negro épico-narrativo que usa o realismo fantástico como denúncia e pesquisa de linguagem sobre o fatídico genocídio da população jovem, negra e periférica no Brasil. A dramaturgia, assinada por Jhonny Salaberg foi construída com base no conceito de Leveza proposto pelo escritor italiano Italo Calvino no livro “Seis propostas para o próximo milênio”. Neste conceito, Italo sugere a busca da leveza como possibilidade de resistência, como reação ao peso do viver. Como falar de assuntos densos de maneira leve, mas sem descaracterizar a denúncia? Como resignificar o noticiário?

A cada vinte e três minutos um jovem negro é morto no Brasil, muitas vezes sem nome, família ou origem. O projeto genocida contra os corpos pretos é fomentado todos os dias pelo governo que militariza homens fardados, antigos capitães do mato que, numa saga diária atrás de corpos marginais, alimentam as estatísticas de mortalidade do povo preto, desde a época da escravatura até a sociedade atual. Mas, é através da saga de um menino negro de 12 anos pelo mundo, que o espetáculo traz um novo olhar para a questão, uma fábula de herói que coloca a vítima como protagonista de sua própria história, narrando sua fuga em busca da própria vida.

O espetáculo Buraquinhos que teve a direção de Naruna Costa, e traz no elenco Ailton Barros, Filipe Celestino e Jhonny Salaberg, além dos músicos em cena: Erica Navarro e Giovani Di Ganzá, foi ganhador de vários prémios como

MELHOR PEÇA | Folha de S. Paulo (2018)

MELHOR DIREÇÃO | APCA (2019)

MELHOR DIREÇÃO | Aplauso Brasil (2019)

MELHOR DRAMATURGIA E PROJETO| Blog Miguel Arcanjo Prado – UOL (2019

FICHA TÉCNICA

Idealização, Coordenação e Dramaturgia: Jhonny Salaberg

Direção: Naruna Costa

Elenco: Ailton Barros, Filipe Celestino e Jhonny Salaberg

Músicos em cena: Erica Navarro e Giovani Di Ganzá

Preparação corporal: Tarina Quelho

Direção Musical: Giovani Di Ganzá

Cenografia e figurino: Eliseu Weide

Assistência de cenografia e figurino: Carolina Emídio

Criação e Operação de luz: Danielle Meireles

Artista gráfico: Murilo Thaveira

Fotos: Alessandra Nohvais, João Silva, Juliana Vieira e Noelia Nájera

Produção executiva: Jhonny Salaberg

Produção de palco: Washington Gabriel

Cenotécnia: Marcus Garcia

SERVIÇO

Teatro/Espetáculo:

Buraquinhos ou o Vento é inimigo do picumã

Dia 22/4, sexta, 20h às 21h30

Dia 23/4, sábado, 19h às 20h30

Grátis| Com Retirada de Ingressos 01 hora antes do espetáculo

Local: Sesc Mogi das Cruzes – Rua Rogerio Tácola, 118, Bairro do Socorro, Mogi das Cruzes, SP

Protocolos Sanitários| Importante

Para todas as atividades é necessária a apresentação da carteira de vacinação contra a Covid-19.

Para as crianças acima de 05 anos (uma dose), para os demais acima de 12 anos (02 doses ou dose única)

O uso de máscara durante a permanência não é mais obrigatório, conforme Decreto Estadual, mas segue recomendado, especialmente nas áreas fechadas ou cobertas. Álcool em gel para a higiene das mãos sempre que necessário segue disponível em todos os ambientes. Agradecemos a compreensão com as medidas sanitárias que visam o seu bem-estar e a segurança de todos.

Comente abaixo