A Semana



Operação Inverno amplia serviços de atendimento a pessoas em situação de rua

A Secretaria Municipal de Assistência Social está dando início nesta semana à Operação Inverno. Trata-se de um reforço nos serviços prestados às pessoas em situação de rua, em função da queda nas temperaturas. A princípio, serão 20 vagas adicionais disponibilizadas nas unidades de acolhimento institucional e também será adotada, a partir desta quarta-feira, ampliação nos horários das equipes de abordagem.

As 20 vagas adicionais serão disponibilizadas nas unidades de acolhimento já existentes, por meio do remanejamento de espaços. São, ao todo, quatro abrigos na cidade, geridos por organizações da sociedade civil conveniadas com a Prefeitura, que ofertam de forma permanente 156 vagas. Agora, portanto, o total de vagas disponíveis passará a ser de 176 vagas.

“Importante esclarecer que não temos problemas com superlotação ou falta de vagas. O número que ofertamos é o suficiente para suprir a demanda da cidade, porém, nessa época de frio, a tendência é que um número maior de pessoas aceite o encaminhamento para o acolhimento, razão pela qual trabalhamos com essa ampliação de vagas. E, havendo a necessidade, vamos seguir trabalhando para atender esse público”, destaca a secretária municipal de Assistência Social, Celeste Gomes.

Os horários das abordagens também serão ampliados. A partir desta quarta-feira, as equipes de agentes sociais passarão a atuar das 7h às 22h, aumentando em duas horas diárias, portanto, o expediente, que antes era das 8h às 20h.

Durante as abordagens, os agentes sociais tentam conscientizar as pessoas a deixarem a situação da rua e ofertam e acolhimento nas unidades que prestam esse serviço. Vale lembrar que os trabalhos de abordagem não podem ter caráter coercitivo e/ou compulsório. Assim, a adesão aos serviços ofertados deve ocorrer de forma espontânea por parte das pessoas que se encontram em situação de rua. As equipes atuam em locais previamente mapeados e também a partir de denúncias, que podem ser feitas pelo telefone (11) 97096-0923

Vale lembrar que a unidade de referência para o atendimento de pessoas em situação de rua na cidade é o Centro POP, situado no Mogilar. Lá, as pessoas podem tomar banho, trocar de roupa, se alimentar, há o atendimento psicossocial e também a alternativa de encaminhamento para acolhimento institucional.

Mais informações sobre o serviço podem ser obtidas pelo telefone 4796-3862 ou 4790-1244.

Comente abaixo