A Semana



Associação Comercial de Mogi recebe Marco Bertaiolli para palestra

Empresários e contadores foram os convidados da Associação Comercial de Mogi das Cruzes (ACMC) para a palestra do vice-presidente da Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo (Facesp), o deputado federal Marco Bertaiolli. Durante o evento, realizado nesta quinta-feira (23), o ex-presidente da ACMC falou sobre os projetos e os programas voltados aos empreendedores.

A palestra contou com a presença de cerca de 80 pessoas que puderam conhecer detalhes sobre as leis de Liberdade Econômica, Ambiente de Negócios e Contribuinte Legal, além de ações como o Refis do Simples Nacional, Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (Pronampe) e o Programa Emergencial de Acesso a Crédito (PEAC). Bertaiolli detalhou ainda, as propostas que estão em andamento no Congresso Nacional, como a Atualização do Teto do Simples, Central das Garantias e Reempreendedorismo.

“A informação é essencial para o desenvolvimento dos negócios, principalmente neste momento, em que os empreendedores buscam maneiras de continuar e ampliar seus negócios. A Associação Comercial quer se aproximar dos contadores, que são vitais para nossas empresas”, destacou a presidente da ACMC, Fádua Sleiman.

Bertaiolli, que preside a Comissão de Finanças e Tributação da Câmara dos Deputados, ressaltou a importância do trabalho dos escritórios de contabilidade e das Associações Comerciais. “Os contadores fazem a ligação direta entre a legislação e as empresas. As Associações Comerciais são as legítimas representantes das micro e pequenas empresas, e estão presentes em 2 mil cidades brasileiras. É a entidade com a maior capilaridade nacional que representa uma média de 2 milhões de empresas. Com esse apoio, queremos levar as informações a todos os cantos do Brasil”, acrescentou.

O vice-presidente da Facesp declarou que o objetivo das leis e projetos apresentados na palestra é simplificar e desburocratizar a vida dos empreendedores. “Hoje, 44% dos salários pagos no Brasil vêm das micro e pequenas empresas. Trinta por cento do PIB é produzido por elas, que fornecem 71% dos empregos formais, ou seja, 1,8 milhão dos trabalhos com carteira assinada, número referente a janeiro e setembro do ano passado”, reforçou.

O delegado do Conselho Regional de Contabilidade do Estado de São Paulo (CRCSP) de Mogi, Max Oliveira, ressaltou a importância da palestra. “Ela vem agregar para a classe contábil, pois nós que estamos do outro lado da mesa apoiando os empresários”, disse.

O evento que teve o apoio da Associação dos Empresários Contábeis (Aescon) Alto Tietê, contou com a presença de diversos empreendedores do Alto Tietê, convidados e autoridades, incluindo o vereador mogiano Milton Lins da Silva, o Bi Gêmeos.

Comente abaixo