A Semana



A Educação na Mogy Antiga

Mogi das Cruzes, desde o final do século XIX, possuía núcleos de ensino subsidiados pelas verbas dos cidadãos comuns ou seja, partia-se da iniciativa privada.

Durante o segundo reinado (D. Pedro II), aqui em São Paulo, foi criada a lei nº 34, de 16 de março de 1846 que iniciou a regulamentação da “Instrução de Primeiras e Segundas Letras”.

Nas “Primeiras Letras”, o aluno iniciava o aprendizado da leitura e da escrita, noções de gramática, geometria prática, princípios da Moral Cristã e Doutrina da Religião do Estado. Do ensino masculino fazia parte ainda, Teoria e Prática de Aritmética, Proporções e Noções Gerais de Geometria. No caso das meninas, o ensino era mais restrito, sendo ensinado algumas noções de Geometria e Aritmética mas limitado às quatro operações fundamentais. Aí também incluía as atividades manuais denominadas de “prendas”: coser, marcar, bordar e fazer crivos.

Já na “Segundas Letras” as matérias destinadas aos meninos eram mais aprofundadas e acrescidas de noções de História, Geografia e Ciências. E para as meninas, noções de História, Geografia e Música, elementos considerados essenciais para a formação de futuras donas de casa.

Outra curiosidade da época é que a maioria dessas escolas funcionavam nas casas dos professores que além do ordenado, recebiam também pelo aluguel da sala onde eram feitas as aulas.

Com o advento da república fora implantadas estruturas educacionais renovadas.

Em 1896 foi criado o Grupo Escolar de Mogi das Cruzes e a sete de setembro do mesmo ano era instalado o Primeiro Grupo Escolar de Mogi das Cruzes, depois denominado “Coronel Almeida” na atual Rua José Bonifácio. No início do século XX foi transferido para um novo prédio, recém-construído em frente ao Largo da Matriz.

Até 1930, o Coronel Almeida era a única escola em Mogi mantida com verbas estaduais. No mesmo ano instalou-se o segundo Grupo Escolar, mais tarde chamado Aprígio de Oliveira.

Em 1934 foi inaugurado o Washington Luis ainda como Ginásio do Estado, era o único em toda região, havia também em São Paulo e Taubaté, mas antes disso só havia em Mogi até o curso primário. Na década de 60 passou a se chamar Washington Luis. Entre 1962/1963 foi transferido para o atual prédio na Rua Dom Antônio Cândido de Alvarenga.

Em 1940 foi criada a Sociedade Civil de Educação Braz Cubas, semente do Liceu Braz Cubas.

A rede municipal de ensino de Mogi das Cruzes iniciou-se em setembro de 1950 com a instalação do Parque Infantil Monteiro Lobato na Ponte Grande. A seguir o Parque Infantil Prof. Benedito Estelita de Melo, instalado em 1959 no Socorro e em 1972 o Centro Municipal de Educação Pré-Escolar Profª Iracema Brasil de Siqueira na Vila Suissa.

Fontes:

  • Textos de Jurandyr Ferraz de Campos e Ivone Marques Dias na internet
  • Memória Fotográfica de Mogi das Cruzes – Isaac Grinberg – 1986 – 1ª Edição
  • Mogi das Cruzes do Meu Tempo – Isaac Grinberg – 1993
  • Informações do Instituto Washington Luis com o historiador Luiz Miguel Franco Baida

Comente abaixo