A Semana



Mogianos fundadores de cidades

A cidade, no conceito de Geddes e Brandford, acumula e incorpora a herança de uma região combinando essa herança em certa medida e de certa forma com a herança cultural de unidades maiores, nacionais, radicais, religiosas e humanas. Ou, na síntese de Lewis Mumford: “Na cidade forças e influências remotas se fundem com o local”.

Essa introdução, publicada no volume um de História e Tradições da Cidade de São Paulo do grande Ernani Silva Bruno em 1953, resume de forma simples a definição do sentido de cidade.

Mogi das Cruzes pode ser definida nesse contexto já que seus fundadores vieram de São Paulo e, além de ser a sétima vila criada nos seiscentos, também teve entre seus filhos, fundadores de outras cidades como veremos a seguir.

Resende, no Rio de Janeiro em 1744: Nesse ano, Simão da Cunha Gago, nascido em Mogi das Cruzes embrenhou-se pelo sertão a procura de índios. Transpondo a Serra da Mantiqueira, Simão e sua bandeira acampou numa campina à margem esquerda do Rio Paraíba. Estabeleceu ali uma fazenda que se chamou Campo Alegre. A fazenda cresceu, construiu-se uma capela e o lugar passou a se chamar de Campo Alegre da Parahyba Nova que hoje é conhecida como Resende.

Ouro Fino em Minas Gerais: Francisco Martins Lustosa, tabelião em Mogi das Cruzes, saiu daqui com vários companheiros em busca de riqueza. Depois de longa caminhada, a bandeira descobriu as minas de ouro do Rio Sapucahy em Minas Gerais. Em 30 de outubro de 1746, Lustosa tomou posse das minas em nome dos juízes, vereadores e Procurador da Câmara da Vila de Santa Anna das Cruzes de Mogy. Ali em 1748 ele construiu uma pequena capela, de onde se originou a cidade de Ouro Fino.

Silvianópolis em Minas Gerais: Também Francisco Martins Lustosa e seus companheiros passaram-se para outro local, o “Arraial do Descoberto”. O novo núcleo foi crescendo até torna-se na antiga Santa Anna do Sapucahy e hoje é a cidade de Silvianópolis.

Cabo Verde em Minas Gerais: Fundada pelo mogiano Veríssimo João de Carvalho, companheiro e auxiliar de Francisco Martins Lustosa.

Pinhal em São Paulo: a 27 de dezembro de 1849, o mogiano Romualdo de Souza Brito com sua esposa também mogiana Thereza Maria de Jesus fundaram a vila de Espírito Santo do Pinhal, hoje a bela cidade de Pinhal.

Fontes:

  • História e Tradições da Cidade de São Paulo – Ernani Silva Bruno – 1953
  • Retrato de Mogi das Cruzes – Isaac Grinberg – 1974

Comente abaixo