A Semana



“Em Evidência”, com a cantora Henriette Fraissat

Dona de uma voz imponente e um talento incrível, Henriette Maria Fraissat Barbosa, 74, canta e encanta todos que a ouvem. No ano passado, a artista foi destaque nacional ao chegar à semifinal do programa de televisão da Rede Globo “The Voice +”. Em maio, foi agraciada com o título de Cidadã Mogiana e agora, entre as apresentações por São Paulo, prepara-se para, em julho, cantar Sinfonia Paulistana acompanhada pela Sinfônica de Mogi. Paulistana que cresceu na Aclimação, lembra dos saraus na casa da avó Manuela, violinista da Sinfônica de São Paulo. Formou-se em Enfermagem pela USP, em 1970, mas sua grande paixão sempre foi a música. A paixão foi despertada aos 11 anos, e descobriu seu dom do canto, quando cursava aulas de piano. “Eu queria ser cantora lírica”, afirma.

Henriette Fraissat | Cantora

Aos 17 anos, começou a cantar jingles nos Estúdios Eldorado e Casablanca. Um ano depois, foi dar aulas de geografia e história em Miracema-TO, onde ficou por dois anos. De volta a São Paulo, foi para a faculdade, e, após formada, trabalhou como enfermeira até 98. O amor pela música sempre permaneceu, mesmo a contragosto do marido, na época. Em 69, grávida do segundo filho, “fugia” para cantar e acabou no palco do programa “Grande Chance” da TV Tupi – e foi vencedora por três vezes! Henriette foi ainda a primeira solista popular da Orquestra Sinfônica de Mogi e realizou inúmeras apresentações no Teatro Vasques. Atualmente, com a retomada dos eventos, ela tem cantado em eventos particulares e em bares da Capital, como o Bar Brahma. Também se apresentou no Espaço Van Gogh, no Shopping Morumbi. Viúva, mora no Socorro e é mãe de Fabio Joseph, 54, Maurício Alexandre, 52, João Gustavo, 48 anos, e Maria Eugênia, de 47. Tem nove netos e um bisneto. Gosta de cozinhar e sua especialidade é Massa Folhada – receita da sua mãe. Taurina, se diz amiga, leal e dinâmica, mas confessa que não gosta que invadam a sua privacidade. Seu estilo é casual e gosta de roupa íntima confortável. Sua cor é o azul e prefere perfumes masculinos, como o Egeo, da Natura. Recomenda o livro “Adiós mi España querida”, de Maria Iglesias. Gosta de assistir filmes e séries da Netflix. Adorou conhecer João Pessoa-PB e seu sonho é um carro automático, além de cantar no exterior. A filha de João Fraissat e Sarah Bernaudo Fraissat aprendeu sobretudo com o pai a ser sempre transparente. A vida lhe ensinou que envelhecer é melhorar e a importância de viver com dignidade e simplicidade. Sua frase: “Cantar me embriaga”.

Comente abaixo