Manter a saúde em dia

Publicado em 05 18:00:24/04/2018

     

Todos os anos, o Brasil entra em campanha no Dia Mundial da Saúde, que é celebrado no dia 7 de abril, tendo como objetivo conscientizar as pessoas sobre a importância que devemos dar à saúde e manter uma qualidade de vida satisfatória. É uma data onde são discutidos vários temas como transtorno alimentar, péssima qualidade de vida e até depressão. Mas quando procurar cuidar da saúde? A importância de ter uma boa qualidade de vida depende muito mais da força de vontade de cada um, e para isso não tem hora para começar. O especialista em Educação Física, Alexandre Bufarah, que dá aula há oito anos na academia Runner, em Mogi das Cruzes, explica como faz para seus clientes começarem a ter uma vida saudável. “Sempre gostei de ajudar as pessoas a conseguirem atingir as suas metas, não só físicas como emocionais através de exercícios físicos, já que uma coisa leva à outra”, conta. Percebendo a importância de manter a saúde em dia, Alexandre comenta a necessidade de ouvir seus alunos e ajudar com o seu trabalho. “O primeiro passo é tentar entender o real problema da pessoa, por que ela quer aquilo, qual o motivo que essa pessoa tem para buscar determinadas atividades na academia”, diz. Ter uma vida agitada já não está sendo tão bem visto assim quando a saúde é deixada de lado. Alguns problemas passam a fazer parte dessa agitação, como a péssima alimentação, bebidas e excesso de trabalho: todo esse pacote pode ser um dos indicadores de exaustão e a causa de doenças graves. “A correria do dia a dia leva as pessoas a terem transtornos alimentares, nós temos um trabalho em conjunto com a nutricionista exatamente para entender esse processo e poder ajudar o nosso aluno com exercícios corretos. Venho percebendo também uma demanda maior de pessoas da terceira idade que estão mais dispostas a se exercitar”, afirma o especialista. Estatísticas O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) realizou uma pesquisa em 2017 onde consta que duas a cada três mulheres não se exercitaram, uma média de 66,6%. Já entre os homens esse percentual foi em torno de 57,3%, entre os jovens de 15 a 17 anos esse levantamento também ficou com 57,3%.






Telefone: 11 4798.8444
Celular: 11 9 3802.6290

© 2020 Copyright - Todos os direitos reservados