Infecção urinária em idosos

Publicado em 23 07:35:24/02/2018

     

A Infecção do Trato Urinário (ITU), conhecida popularmente como infecção urinária, é a doença bacteriana mais comum em todo o país. E, na hora de chegar, ela não escolhe suas vítimas segundo a idade. O mal pode afetar desde crianças até idosos – passando, no meio desse percurso, por adolescentes, adultos e grávidas, por exemplo. Cerca de 30% das mulheres vão apresentar infecção urinária leve ou grave em algum momento da vida. A mulher tem 50 vezes mais chance de ter o problema do que o homem. As infecções urinárias geralmente ocorrem quando as bactérias entram no trato urinário através da uretra e começam a se multiplicar na bexiga. Quando isso acontece, as bactérias podem se apoderar e se transformar em uma infecção completa no trato urinário. À medida que a idade avança, a infecção urinária pode trazer vários problemas. A partir dos 65 anos, 10% dos homens e 20% das mulheres apresentam o problema, de acordo com a Sociedade Brasileira de Urologia. A situação segue mais preocupante para as mulheres: após a menopausa, as infecções urinárias podem acontecer com mais frequência do que antes, uma vez que a baixa quantidade de estrogênio causa mudanças no trato urinário de modo a deixá-lo mais vulnerável à ação de bactérias. De acordo com o urologista Sandro Waintrub, o pico de infecções urinárias na terceira idade se dá por conta de uma maior baixa imunidade, alteração hormonal ou pela diminuição de ingestão de liquido. Entre os principais sintomas estão: ardência ao urinar, urgência miccional, ou seja, a mulher vai várias vezes ao banheiro fazer xixi, urina avermelhada (com sangue) e dores no “pé da barriga”. O especialista dá ainda um importante alerta: “Em idosos diabéticos, os sintomas não aparecem, podendo identificar a doença só por exame”. Prevenção Quanto à prevenção, o ideal é controlar algumas doenças que são comuns na terceira idade, como o diabetes. Waintrub fala ainda de casos de desidratação em pessoa idosos. “A pessoa na terceira idade às vezes esquece que deve beber liquido”, reforça. O médico adianta que hoje há tratamentos que estimulam a capacidade imunológica para evitar infecção urinária. “Um dos exemplos são os lisados de bactéria, que são fragmentos de bactérias em comprimidos que a pessoa ingere para estimular a imunidade”.






Telefone: 11 4798.8444
Celular: 11 9 3802.6290

© 2020 Copyright - Todos os direitos reservados