Glaucia Coutinho

Publicado em 05 04:12:58/04/2013

     

Funcionária municipal há 19 anos, Gláucia Cristina Martos Coutinho, 45, recebeu, junto com o cargo de coordenadora do Emprega Mogi, a missão de “dar emprego” aos mogianos. “Se necessário, irei bater nas portas das empresas pedir vagas aos munícipes”, afirma determinada. A coordenadoria é ligada à Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Social e atende mensalmente cerca de três mil pessoas no Terminal Estudantes e no CIC de Jundiapeba. Ainda este mês esse número será ampliado com a inauguração de uma nova unidade no Terminal de Central. Nascida em Mogi, cresceu no Jardim Santista e, da infância, recorda da comida deliciosa da vó Maria. “Seus bolos dela eram maravilhosos”, garante. É formada em Tecnologia da Informática, pela UBC e concluiu MBA em Liderança e Gestão de Pessoas, na UMC. Comprometida e sempre em busca de atualização e capacitação, seus estudos foram motivados pela necessidade detectada nas atividades que exerceu.

Glaucia Coutinho | Gestora de Pessoas

Já buscando independência, começou a trabalhar aos 15 anos, no setor de almoxarifado da Urbano Mogicar. Na área administrativa, atuou também na indústria Rhom e na Diretoria de Ensino. Com 27 anos, prestou concurso público e iniciou carreira na Prefeitura de Mogi, com sete anos no Cartório Eleitoral, depois como secretária do então prefeito Junji Abe por oito anos. Após esse período, foi diretora municipal na Secretaria do Desenvolvimento e hoje é a coordenadora do Emprega Mogi. Está casada há 25 anos com o gerente de RH Nélio. Eles moram no Alto do Ipiranga e são pais do engenheiro Cauê Vinicius, 25, e da universitária Bárbara Bia. Em família, adora ir à casa de praia em Ubatuba, já com o marido, ama reunir os amigos em casa e cultivar as amizades. Aliás, revela que adora a comida do marido, principalmente sua Bacalhoada. Seu estilo é social com um toque fashion. Não abre mão de um bom jeans e do perfume Chance, da Chanel. Indica o livro “Não há Silêncio que não Termine”, de Ingrid Betancourt, e o filme, já clássico, “Uma Linda Mulher”. Encantou-se com Paris, na França. “Uma cena que ficou gravada em mim foi um casal de jovens no Jardim de Luxemburgo, tomando champanhe e comendo morangos. Achei tão romântico”, derrete-se. No Brasil, adorou a praia de Maragogi  em Alagoas. Canceriana, sente-se realizada, mas confessa que seu sonho de consumo são sapatos e bolsas de grife. Católica, carrega uma pulseira com a medalhinha do Santo Expedito, mas também se diz devota de São José, santo dos trabalhadores. Filha de do saudoso Ernando Martos e Eunice da Conceição, 72, emociona-se ao falar dos pais e seus ensinamentos de integridade e respeito ao próximo. Para ela, importante na vida é fazer o bem e acredita que, fazendo o bem para o próximo, estará fazendo bem a si mesma. Sua frase “É importante perceber que o despertar depende de você”.

 






Telefone: 11 4798.8444
Celular: 11 9 3802.6290

© 2020 Copyright - Todos os direitos reservados