Desserviço público

Publicado em 15 08:55:46/03/2013

     

E a região do Alto Tietê voltou a ser notícia nos principais portais do País e, mais uma vez, pelas piores razões. Uma médica que atendia no Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) de Ferraz de Vasconcelos foi flagrada marcando ponto para colegas com dedos de silicone, em um alto esquema de falsificação do registro de presença nos plantões. A médica será investigada por falsificação e os médicos envolvidos foram afastados e deverão ser exonerados. O secretário de Segurança de Ferraz, Carlos César Alves, disse que os médicos do Samu tinham que repassar o valor ganho pelos plantões não trabalhados ao coordenador da unidade, Jorge Cury, que também foi afastado. O escândalo causou surpresa e indignação por ter sido tão meticulosamente arquitetado sem que ninguém desse conta do que estava acontecendo.

A podridão no serviço público, infelizmente, é comum não só em cidades da região, como em municípios de todo o Brasil. Todos nós sabemos disso. Funcionários-fantasma, propinas e jogos de interesse dominam esse setor da sociedade. E quem sai prejudicado? O cidadão brasileiro, vítima da alta carga tributária do País e que em troca, ao invés de receber atendimento de qualidade nas mais variadas repartições públicas, acaba recebendo atestados de estupidez por meio de funcionários mal preparados e, muitas vezes, despreparados.

De acordo com o prefeito de Ferraz, Acir Filló, os envolvidos no escândalo poderão ser condenados a devolver aos cofres públicos o dinheiro recebido por plantões de trabalho que não foram cumpridos. Isso é o mínimo que deve ser feito. Chegou a hora de parar de achar que servidor público é emprego garantido, que é moleza. O exemplo de bom trabalhador deve partir daqueles a quem pagamos os salários com nossos suados impostos. Chega de chegar ao hospital e esperar horas para ser atendido porque o médico plantonista decidiu não aparecer ou de chegar a algum departamento público e se deparar com todos os funcionários conversando e bebendo o 22º café do dia.






Telefone: 11 4798.8444
Celular: 11 9 3802.6290

© 2021 Copyright - Todos os direitos reservados