A voz do povo

Publicado em 29 07:18:15/03/2013

     

Nas últimas semanas, um nome tem ecoado por todo o Brasil. Marco Feliciano, deputado, pastor e presidente da Comissão de Direitos Humanos da Câmara dos Deputados tem sido alvo de críticas e coagido a renunciar ao cargo. O parlamentar, que é acusado de racismo e homofobia por, em ocasiões anteriores, ter declarado que não aceita homossexuais e que a “maldição” sob o território africano seria bíblica, tem sido apontado como indigno de presidir uma comissão que não deve suportar o preconceito nos seus conceitos.

A mobilização da sociedade contra o deputado chegou até Mogi – um grupo organizou uma manifestação no último sábado (23) dia em que Feliciano estaria pregando em uma igreja. Com isso, o parlamentar acabou desistindo de vir à cidade, mas a manifestação ocorreu do mesmo jeito. Segundo um dos organizadores, Gustavo Don, a ação não teve qualquer cunho religioso. “Enquanto a paz e a liberdade não forem garantida pelo governo, estaremos em luta e protestando contra o racismo, machismo, homofobia e intolerância religiosa”, disse.

A repercussão negativa da nomeação do deputado para a comissão mostra que o povo está erguendo a sua voz. Mas outras comissões também deveriam ser alvo das manifestações da população. Se a nomeação de um alegado racista e homofóbico para a Comissão de Direitos Humanos é considerada ridícula, o que dizer dos mensaleiros condenados José Genoíno e João Paulo Cunha terem sido escolhidos para integrar a Comissão de Justiça?

Alguma coisa está errada em Brasília. Será que não temos representantes à altura, com ficha limpa e sem preconceitos para dirigir as comissões do Congresso? Até quando teremos de assistir a este cenário sarcástico da política brasileira, que parece estar sempre nas mãos das pessoas erradas? Apesar da revolta, nunca é demais dizer que o principal inimigo de um político corrupto é um povo culto. Em 2014 teremos eleições. Que desta vez pensemos melhor antes de eleger nomes sujos para nos representar.






Telefone: 11 4798.8444
Celular: 11 9 3802.6290

© 2021 Copyright - Todos os direitos reservados