Brasileiros querem cuidar mais da saúde

Publicado em 09/04/2021

     

Um ano depois do início da pandemia e com o andamento da vacinação, as pessoas começam a projetar como será a vida no pós-COVID-19. Uma pesquisa realizada pela Ipsos, em parceria com The Global Institute for Women´s Leadership, aponta tendências do que deve ocorrer no Brasil e no mundo em diversos aspectos da sociedade.

Os números mostram que 57% dos brasileiros cogitam realizar ações para melhorar a saúde e o bem-estar. Apesar de estar nove pontos percentuais acima da média global, que é de 48%, o Brasil fica atrás de Peru (73%), México (69%), África do Sul (68%), Malásia (62%) e Índia (60%). Para 19% dos brasileiros entrevistados, nada deve mudar nesse sentido após o fim da pandemia e 12% acham pouco provável realizar qualquer mudança que melhore a saúde e o bem-estar.

Quando o assunto é trabalhar menos e passar mais tempo com a família, 44% dos brasileiros dizem acreditar que farão isso quando o planeta deixar a crise causada pela Covid-19. Para 27% dos brasileiros, a rotina não deve mudar no pós-pandemia. Já 17% acreditam que essa possibilidade de inverter prioridades é pouco provável. Na média global, 37% dos respondentes pensam que trabalharão menos e darão mais tempo às relações familiares. Peruanos (57%), sul-africanos e turcos (50%), chilenos (49%) e indianos (47%), são os povos que mais desejam mudar a relação de tempo entre trabalho e família.

 

Alimentação

 

Para a nutricionista Daniela Grossi Macedo, a mudança de hábitos durante este ano reflete uma busca pela integridade mental e física. “É fundamental readaptar o corpo a uma rotina saudável e se concentrar, totalmente, na conquista de novos hábitos, focando sempre no bem-estar geral. Cuidar da saúde é uma atitude que deve ser tomada, diariamente, para evitar doenças e, claro, para manter uma vida mais equilibrada”, diz a profissional. 

Segundo Daniela, adotar a alimentação saudável como uma rotina e não uma meta deixa a mudança de hábito mais fácil de ser concretizada. Durante a pandemia, manter-se bem nutrido, através de uma alimentação equilibrada, protege o organismo e suas funções metabólicas como um todo, propiciando uma adequada resposta imunológica quando atingido pelas infecções. Nesse sentido, a nutrição torna-se fator determinante da saúde imunológica, através dos efeitos dos micronutrientes que atuam na modulação do sistema de defesa. “É importante buscar escolhas alimentares mais saudáveis e são os alimentos in natura que fornecem os nutrientes essenciais e biodisponíveis para o organismo se manter em equilíbrio, prevenindo doenças crônicas como hipertensão, diabetes, câncer, obesidade e, inclusive, as infecções virais e bacterianas”.

Ainda assim, ela esclarece que a mudança do comportamento alimentar é mais difícil do que parece. “Alimentar deixou de ser apenas um ato de ingerir nutrientes ou satisfazer uma necessidade fisiológica. Hoje, há uma ligação muito forte com nossas emoções, pois gera conforto, influencia humor, traz tranquilidade e principalmente, não podemos esquecer que comer é prazer”.

Atividade física

Com a pandemia e o consequente isolamento social, o brasileiro acabou ficando mais sedentário. No entanto, várias pesquisas vêm falando da importância das atividades físicas durante a pandemia, que além de melhorar a imunidade, pode também proteger de doenças crônicas, que podem agravar os casos de Covid-19.

Na semana em que se comemorou o Dia Mundial da Saúde, no dia 7 de abril, o educador físico do Studio Mormaii Fitness Mogi, Guilherme Pennincks de Oliveira, esclarece que a atividade física é algo que, mais cedo ou mais tarde, todos terão de começar a praticar. Durante a quarentena, ele tem observado que mais pessoas começaram a ter interesse em deixar o sedentarismo de lado. “Conheço muitos casos de pessoas que nunca praticaram nenhum tipo de atividade física na vida e que querem começar agora, seja nas caminhadas, corridas ou até musculação”, afirma Guilherme.






Telefone: 11 4798.8444
Celular: 11 9 9850.4458

© 2021 Copyright - Todos os direitos reservados