Alimentação e câncer: qual é a relação?

Publicado em 27/11/2020

     

Segundo o Instituto Nacional de Câncer (INC), o tumor na próstata é o segundo mais comum entre o público masculino, com taxa de mortalidade ainda alta. Embora os motivos da aparição do tumor ainda sejam estudados pela classe médica, alguns comportamentos devem ser considerados importantes e evitados, como por exemplo os descuidos na alimentação.

Dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) apontam que de cada 100 casos de câncer no Brasil, 13 estão associados ao sobrepeso e obesidade. “Seja para o câncer de próstata, fígado, intestino, mama ou qualquer outro, uma alimentação desequilibrada pode levar ao aumento excessivo de gordura corporal, que pode provocar alterações hormonais e um estado inflamatório crônico no organismo. Dessa forma a gordura contribui para o surgimento de cânceres”, explica a nutricionista Inass Harati.

Um estudo divulgado no American Journal of Clinical Nutrition apontou que beber refrigerante diariamente pode favorecer o surgimento de tipos agressivos de câncer de próstata. Segundo Inass, da mesma forma que é preciso investir em uma alimentação adequada, também é importante reduzir o consumo de alimentos ultraprocessados. “Lanches com carnes processadas e frituras e o consumo excessivo de açúcar em geral, bem como os refrigerantes, também são prejudiciais”, diz a nutricionista.

Se por um lado esses alimentos devem ser evitados, outros devem entrar definitivamente no cardápio. “Hortaliças, frutas, feijões, cereais integrais e oleaginosas podem prevenir o câncer. Quanto mais cores tiver o cardápio melhor! Gengibre, açafrão-da-terra, própolis e pimenta-preta também são bem-vindos”, sugere.






Telefone: 11 4798.8444
Celular: 11 9 3802.6290

© 2021 Copyright - Todos os direitos reservados