A máscara e os cuidados com a pele

Publicado em 30/10/2020

     

Todos nós sabemos que as mudanças de hábitos e alimentação, resultantes de momentos de crise, podem causar inflamações faciais, mas há uma nova prática inserida em nosso cotidiano que pode provocar alterações na pele: o uso da máscara de proteção.

O aparecimento excessivo de acne é comum na puberdade, mas durante a pandemia essas lesões faciais têm incomodado muitos brasileiros em idade adulta. Essa e outras inflamações são resultantes do atrito do tecido com a pele e da alta produção de sebo e sudorese, causada pelo abafamento da região. Com o verão chegando, a tendência é que o problema aumente ainda mais com o calor.

A médica Marina Cintra confirma que o uso da máscara pode sim prejudicar a pele. “O uso contínuo de máscara acaba criando um microambiente que mistura calor, oleosidade e bactérias, podendo gerar a oclusão do folículo piloso e o surgimento de acne, por exemplo”. 

E não é só a acne que pode piorar com o uso da máscara. A rosácea, que é uma doença relacionada com a sensibilidade da pele também pode aumentar nesses casos, principalmente se o tecido da máscara for abrasivo.

 

O tecido

Marina destaca que, mesmo com os problemas que podem ser causados pelo uso contínuo da máscara, o acessório deve sim, ser usado, seguindo assim as recomendações dos órgãos nacionais de saúde contra a disseminação do coronavírus. Assim, para evitar problemas na pele, ela dá algumas sugestões. Primeiro, a escolha do tecido. “Opte por tecidos mais macios e de preferência com revestimento composto em algodão”, sugere.

Outra recomendação da médica é referente aos cuidados com a pele, o chamado “skincare”. É preciso usar um sabonete adequado para o tipo de pele, assim como um hidratante. Ela recomenda também evitar maquiagens e higienizar a máscara e trocá-la com frequência. Marina fala ainda dos procedimentos dermatológicos, que podem ser adotados como prevenção dos problemas de pele. “Tratamento dermatológico sempre é indicado, mesmo sem lesões. Evite esperar que a lesão apareça para iniciar os cuidados com a pele, mas é necessário primeiro uma avaliação minuciosa com um especialista para verificar o tratamento mais adequado”. 






Telefone: 11 4798.8444
Celular: 11 9 3802.6290

© 2020 Copyright - Todos os direitos reservados