A cada quatro pessoas, uma terá AVC

Publicado em 14/11/2019

     

Em 2018, o Acidente Vascular Cerebral (AVC) foi responsável por 2.011 internações e 361 óbitos no Alto Tietê. As estatísticas mostram que 1 em 4 pessoas, em média, terá um AVC durante a vida. A doença é a principal causa de incapacidade neurológica.

“A cada seis segundos alguém morre por AVC no mundo e se trata de uma doença que não distingue suas vítimas. Embora tenha uma prevalência nas pessoas com mais de 60 anos, em especial em mulheres, pode afetar qualquer um e em qualquer momento da vida. Estar atento aos fatores de risco e, principalmente, saber identificar os sintomas para que o socorro seja rápido são fundamentais para aumentar as chances de sobrevivência e minimizar as sequelas”, alerta o médico Gustavo Bittencourt, coordenador dos Setores Críticos do Hospital das Clínicas Luzia de Pinho Melo.

O Hospital desenvolve o Projeto AVC, que contempla várias atividades para conscientizar sobre a doença e estimular hábitos saudáveis. A meta é reduzir as estatísticas de mortes e também as sequelas pela doença. 

Resultados

Um exemplo de sucesso do projeto é a aposentada Claudete Varela da Silva, de 66 anos, acometida de AVC por duas vezes. A aplicação dos protocolos do projeto permitiu que a idosa superasse a doença e continuasse a trabalhar no escritório de advocacia. “Hoje posso trabalhar, caminhar, gosto muito de dançar e não tenho problema algum”, afirmou.

O secretário Francisco Bezerra, explicou que os protocolos adotados no município são referência no combate e prevenção do AVC. “A Saúde em Mogi das Cruzes busca sempre as melhores formas de combater diversas doenças, desde os primeiros atendimentos realizados na Rede Básica de Saúde”.






Telefone: 11 4798.8444
Celular: 11 9 3802.6290

© 2020 Copyright - Todos os direitos reservados