É preciso ajudar o comércio

Publicado em 12/02/2021

     

Comerciantes receberam com alívio a notícia da reclassificação do Alto Tietê para a fase amarela no Plano São Paulo. Com tanta restrição e dificuldade dos últimos tempos, eles puderam voltar a abrir seus negócios, ainda com restrições.

Para a presidente da ACMC, Fádua Sleiman, a inclusão da cidade na fase amarela e a suspensão da fase mais restritiva, que impedia o funcionamento de alguns estabelecimentos comerciais depois das 20 horas e aos fins de semana, traz certo conforto para o setor. 

O problema no aumento dos casos não está no comércio. O setor vem seguindo à risca as recomendações sanitárias para garantir a segurança dos clientes e colaboradores e não é justo que seja ainda mais penalizado do que já foi. É preciso, sim, fiscalizar os irregulares e que não cumprem as regras. Mas, além disso, é necessário dar a mão aos comerciantes.

A boa notícia veio. Após pedidos do setor de comércio, o governo estadual também criou um pacote de crédito a juros baixos que será liberado por meio do Banco Desenvolve São Paulo e o Banco do Povo para as áreas de turismo, eventos, comércio e gastronomia. Outro anúncio foi a suspensão, pelo período de 90 dias, de protestos inscritos em dívida ativa. O corte do serviço de gás e água, no caso de contratos com a Sabesp, também foi suspenso. Os comerciantes que estão com algum tipo de débito com as empresas de serviços de consumo podem renegociar as dívidas em até 12 meses.

Os empresários também precisam se reinventar. A propaganda ainda é a alma do negócio. Não adianta esperar que o cliente entre pela porta da sua loja.

Não acredite que o Marketing é um gasto necessário na pandemia. A divulgação agrega valor à sua marca, e este momento pode ser aproveitado para você se destacar da concorrência. Aproveite a mídia regional para chegar ao seu público. Valorize sua frente de loja para a deixar bem atrativa. Invista em cursos de atendimento ao cliente para os seus colaboradores – tem várias opções gratuitas na Internet.

Acima de tudo, tente. Não há problema tentar em um período de incertezas, o problema é ficar parado esperando que acabe, pois pode não ser tão cedo e a empresa pode acabar ficando para trás.






Telefone: 11 4798.8444
Celular: 11 9 9850.4458

© 2021 Copyright - Todos os direitos reservados