Como ter controle financeiro?

Publicado em 08/07/2021

     

por Priscila Guskuma

 

Hoje nós vamos falar de dinheiro! Afinal, quanto mais as pessoas ganham, mais elas gastam, seja na vida pessoal ou na profissional. O que conta na verdade não é a quantidade de dinheiro que se ganha, mas sim, a relação que o indivíduo possui com o dinheiro é que irá construir uma boa administração, como diria Luiza Trajano, da Magazine Luiza, “Se você for um péssimo CPF será um péssimo CNPJ”, ou seja, se você não aprendeu a gerenciar sua vida financeira automaticamente quando possuir o próprio negócio herdará os mesmos vícios levando essa cultura equivocada para empresa.

Um dos erros mais graves cometidos pelo empreendedores é justamente misturar os gastos pessoais (passeios, viagens, almoços, etc) com empresariais. O curioso é que justamente essas mesmas pessoas são as que dizem que a empresa não dá resultado. Isso ocorre porque não temos uma educação empreendedora, tampouco financeira, acabamos aprendendo no cotidiano, cometendo erros e acertos. É preciso entender que sua empresa pode ganhar um milhão, mas isso não significa que você terá um milhão para usufruir como pessoa física, por isso, é preciso estipular um pró-labore fixo, já que existem despesas mensais, reservas para emergências e investimentos a serem feitos.

 

Aqui destaco três pilares para essa reeducação financeira:

 

Encare os números! Eles não mentem! – Liste todas as despesas fixas (internet, aluguel, cartão de crédito, água, luz, etc) e variáveis (combustível, alimentação fora de casa). Após isso, reflita sobre o valor de receita disponível x o gasto com as contas.

 

Decidir: quais despesas posso eliminar – Não é somente cortar despesas, mas sim, pensar em formas de fazer mais dinheiro através de um reestruturação vinda de um inteligência financeira, desta forma, é possível gerenciar melhor os gastos tendo mais disciplina.

 

Mudança de hábitos - Os resultados só aparecem se o comportamento mudar, por exemplo, se você come fora todos os dias é recomendado começar a cozinhar mais. Outra coisa, ao invés de sair todo final de semana para realizar passeios que gerem algum custo que tal fazer algo mais espaçado ou econômico, até porque, embora pareçam pequenos gastos individualizados eles que podem ser grandes ao final do mês.

 

Priscila Guskuma – Especialista em Estratégias de Negócios. Fundadora do IGDH (Instituto Guskuma de Desenvolvimento Humano), instituição com a missão de transformar pessoas. Ministrou treinamentos e palestras para empresas como: Porto Seguro, Shell, Locaweb, Google, além de ser palestrante pelo secundo ano consecutivo da Feira do Empreendedor do Sebrae.






Telefone: 11 4798.8444
Celular: 11 9 9850.4458

© 2021 Copyright - Todos os direitos reservados