Mogi Basquete é superado pelo Quimsa e se despede da Champions League

Publicado em 20/01/2020

     

O Mogi das Cruzes Basquete perdeu o jogo 2 das quartas de final da Champions League para o Quimsa (ARG) por 96 a 83 na noite deste domingo (19), na Argentina, e está fora da competição. Agora o grupo retoma o foco para o o segundo turno do NBB (Novo Basquete Brasil), no qual é o terceiro colocado, com 11 vitórias em 15 jogos, com uma partida duríssima contra o Pinheiros, quinto colocado, já neste sábado (25), às 18h, na capital. O reencontro com a torcida mogiana será na segunda (27), às 20h, contra o Basquete Cearense, no Ginásio Hugo Ramos. Ingresso promocional a R$ 10 à venda no Mogi Shopping e no site totalticket.com.br/mogi.

Com um início de jogo equilibrado, o Mogi das Cruzes Basquete começou vencendo o primeiro período por 24 a 21, mas viu a equipe da casa reagir e selar a vitória nos três últimos quartos, com parciais de 22 a 17 (2°), 27 a 22 (3°) e 26 a 20 (4°).

"Fizemos um ótimo jogo. Conseguimos controlar, tirar a transição e estar o tempo todo próximo ao placar. No terceiro quarto eles conseguiram levar uma boa vantagem e nós optamos pelo revezamento. Eles terminaram com 13 pontos à frente. A equipe lutou bastante e tem suas limitações. Foi o primeiro jogo sem o Gruber e ainda estamos nos ajustando. Mesmo com ele, um placar como este não seria tão atípico. Então, eu vejo a nossa participação neste jogo como excelente", realça o treinador.

Os destaques do time nesta noite foram o ala Danilo Fuzaro, cestinha do jogo com 22 pontos, quatro assistências e 23 de eficiência, o armador Lucas Lacerda, com 16 pontos, quatro bolas da linha dos três pontos, e o pivô Alexandre Paranhos com 12 pontos e nove rebotes.

“Estamos muito tristes com a derrota, mas agora é bola para frente. Vamos ver o que fizemos de ruim e de bom e aprender com a Champions. Foram jogos com nível muito alto e acho que toda a experiência, mesmo que ela não tenha sido do jeito que queríamos, acabamos aprendendo com os pontos positivos e negativos. Agora é saber tirar como lição tudo o que aconteceu, pensar no NBB, levantar a cabeça e seguir em frente”, destaca Fuzaro.

DESFALQUES

O time mogiano jogou sem o armador Alexey Borges, voltando de lesão no menisco do joelho esquerdo, o pivô João Pedro, que passou por cirurgia no tendão do bíceps do braço esquerdo, e o ala-pivô Luís Gruber, que rompeu o ligamento do joelho esquerdo no jogo 1 contra os argentinos no Hugão.

 

 






Telefone: 11 4798.8444
Celular: 11 9 3802.6290

© 2020 Copyright - Todos os direitos reservados