Natal nos hospitais

Publicado em 20/12/2019

     

Festejar o Natal com a família é um dos momentos mais esperados do ano. Reunir parentes e amigos para degustar a ceia e abrir os presentes, com a casa decorada com temas natalinos, no entanto, é um momento que não pode ser aproveitado por todos. Para quem está de plantão em uma unidade hospitalar ou, por algum motivo, está internado e em fase de tratamento em uma ala médica, a noite de Natal, longe da família, vira momento de reflexão e de convívio com outros pacientes e funcionários do hospital que, naquela hora, trabalham em espírito de união para que todos tenham um pouco de alegria em uma das noites mais importantes do calendário cristão.

O arte-finalista Rosival dos Santos conhece bem a sensação de passar o hospital na noite de Natal. Em 2013, por conta de uma diverticulite, ficou internado no Luzia de Pinho Melo no Natal, Ano Novo e no seu aniversário, dia 11 de janeiro. “Não foi fácil, porque estou acostumado a passar essa data com amigos. No Natal até passei lendo, mas no ano novo ouvindo os fogos deu um aperto no coração, foi uma sensação terrível”, conta. Ele lembra que, na época, o hospital não realizou nenhuma ação de Natal para os pacientes. “Mas as enfermeiras passavam nos quartos desejando feliz natal. Para quem está internado já é alguma coisa”, diz.

Para alegrar o dia de quem passa esta data no hospital, voluntários se organizam para realizar visitas a pacientes e funcionários e realizar apresentações. É o caso da ONG Trupe do Riso, que ao longo de todo ano, realiza visitas hospitalares, passando de quarto em quarto, interagindo com pacientes, acompanhantes e funcionários. “A cada visita, uma surpresa e uma interação diferente, isso acaba mudando a realidade pesada que o hospital oferece”, explica o presidente da ONG, Cláudio Neto. No natal, as visitas seguem acontecendo, porém com temas natalinos, tanto no figurino quanto nas apresentações. “Recentemente, montamos um pequeno coral que passou de quarto em quarto no hospital cantando paródias de músicas clássicas de natal”, conta Neto.

E uma simples visita pode mudar o dia de quem está internado. A receptividade aos membros da Trupe do Riso é sempre muito boa: “Há muitos quartos que entramos, e mesmo antes de fazermos qualquer atividade, as pessoas agradecem nossa presença e até nossa existência. É um trabalho que ajuda, principalmente, acompanhantes, por estarem vendo familiares e amigos em situações tão complicadas sorrirem um pouco. Sempre interagimos muito com toda a equipe técnica também, pois sabemos que a carga é pesada para eles, e precisam sorrir também”.

A enfermeira Michelle Lacerda trabalha na UBS de Jundiapeba e está acostumada com os plantões de Natal e conta que esse momento é um misto de emoções. “Ao mesmo tempo em que estamos longe da família, estou exercendo o que eu escolhi e junto de pessoas que convivemos uma boa parte do tempo”, explica. Ela relembra um plantão especial que a deixou marcada: “Exatamente à meia-noite, foi aquela chuva de ‘Feliz Natal’. Todo se abraçaram:   pacientes, funcionários... Foi muito emotivo”.

 

 

Cardápio diferenciado

As ações de Natal no Hospital Municipal de Mogi, administrado pela Fundação ABC, começaram no dia 16. Em parceria com a Associação do Voluntariado, houve visita do Papai Noel e entrega de brinquedos para crianças internadas a partir de três anos de idade. Os pacientes menores receberam anjos feitos em crochê, confeccionados pelo próprio grupo de voluntariado do Hospital. Nesse dia, um quarteto de cordas fez uma apresentação no hospital executando canções natalinas para pacientes e funcionários.

O cardápio de final de ano – tanto no Natal como no Ano Novo – também será especial para os pacientes internados, com novidades cuidadosamente preparadas pela equipe de Nutrição. Entre os destaques estão pernil ao molho de abacaxi, macarrão à parisiense, surpresa de frango e salada de frutas com calda de chocolate.

No Hospital e Maternidade Mogi-Mater, no dia 24 a Mamãe Noel entregará cupcakes decorados ao som de uma violonista que tocará canções natalinas. As refeições também foram modificadas. Pacientes e acompanhantes terão uma ceia especial e os bebês receberão roupinhas e touquinhas alusivas à data.

 

 

 

 






Telefone: 11 4798.8444
Celular: 11 9 3802.6290

© 2020 Copyright - Todos os direitos reservados