Orquestra Sinfônica de Mogi faz uma celebração à opera no Cemforpe

Publicado em 19/10/2021

     

Após um concerto de sucesso na Sala São Paulo, no último dia 3 de outubro, a Orquestra Sinfônica de Mogi das Cruzes repetirá a dose. No próximo sábado, dia 23, sob o comando do maestro Lelis Gerson e com a soprano Flavia Albano e o tenor Sergio Wernec, o grupo apresentará o mesmo número, ‘Celebração à Ópera - Aberturas e Árias em Concerto’, agora em Mogi das Cruzes, no palco do Centro Municipal de Formação Pedagógica (Cemforpe). Anote na agenda: será às 20 horas, com ingressos que poderão ser trocados por um quilo de alimento não perecível a partir desta terça-feira (19).

O repertório é formado por grandes clássicos. Tudo começa com uma homenagem ao Brasil, com a ópera ‘Lo Schiavo’ (1887 - 1889), do compositor brasileiro Antônio Carlos Gomes (1836 - 1896). Na sequência, outra sinfonia do mesmo autor, uma ópera ballo em quatro atos muito conhecida: ‘II Guarany’ (1870) – incluindo a ária ‘Gentile Di Cuore’ - inspirada no romance ‘O Guarani’ (1857), de José de Alencar. As obras nacionais abrem espaço para compositores internacionais, como o italiano Francesco Cilea (1866 – 1950) e sua ‘L'Arlesiana’ (1897), com execução da ária ‘È la solita storia del pastore (Lamento di Federico), e também o austríaco Wolfgang Amadeus Mozart (1756 – 1791). Está nas peças de Mozart, aliás, o brilho do concerto da Orquestra Sinfônica de Mogi das Cruzes. A ‘Flauta Mágica’ (1971) levará, para o palco do Cemforpe, a grandeza da música erudita, em mais de 10 minutos de apresentação, com destaque para os solistas Flavia Albano e Sergio Wernec.

Será tocada também ‘Der Hölle Rache kocht in meinem Herzen’, conhecida popularmente como “ária da Rainha da Noite”. Depois, outros italianos serão referenciados. Giuseppe Verdi (1813 – 1901) será lembrado por ‘Rigoletto’ (1851), ‘La Donna è Mobile’ e ‘La Traviata’ (1853); e Giacomo Puccini (1858 – 1924) por ‘La Bohème’ (1896), incluindo a ária ‘O Soave Fanciulla’ Esta seleção é exatamente a mesma que foi apresentada na Sala São Paulo. O convite é, portanto, para os mogianos. “Entendendo a dificuldade de muitos munícipes em se deslocarem até a Sala São Paulo e o número limitado de ingressos para a ocasião, a Orquestra reapresentará a integra deste mesmo concerto”, explica o maestro Lelis Gerson.

O Teatro do Cemforpe está localizado ao número 55 da rua Antenor Leite da Cunha, no Nova Mogilar. Os ingressos devem ser trocados por um quilo de alimento não perecível a partir desta terça-feira (19), entre as 9 horas e 16h45, no Centro Cultural de Mogi das Cruzes, na Praça Monsenhor Roque Pinto de Barros, 360, no Centro. O limite é de duas entradas por pessoa e as vagas são limitadas. Mais informações estão disponíveis pelos telefones (11) 4791-3520 (Cemforpe) e (11) 4798-6988 (Centro Cultural).






Telefone: 11 4798.8444
Celular: 11 9 9850.4458

© 2021 Copyright - Todos os direitos reservados