No Japão, máscara vai além da proteção

Publicado em 19/06/2020

     

Hoje em dia, por conta da pandemia do novo coronavírus e das ações para evitar a propagação do vírus, o uso de máscaras de proteção está cada vez mais normalizado. Decretos estaduais obrigam a utilização do acessório em ambientes coletivos, fazendo com que haja cada vez mais modelos disponíveis no mercado.

Mas no Japão, usar máscaras em ambientes públicos é algo que não é de hoje. Mesmo antes do surto do Covid-19, era comum japoneses - principalmente idosos e crianças - saírem de casa com máscaras cirúrgicas para se protegerem de doenças transmitidas sobretudo no inverno. Alguns mantêm o hábito até no verão, tirando o acessório na rua apenas para comer ou beber. O hábito, inclusive, pode ter contribuído para o controle da doença, mas ele remonta à década de 20. “Utilizar máscaras no Japão remonta ao século passado, mas foi mais disseminado por conta da SARS, em 2003, e do H1N1, em 2009”, conta o presidente do Bunkyo de Mogi, Frank Tuda.

De fato, pesquisas recentes confirmam que a máscara reduz a quantidade de microorganismos infecciosos, seja o coronavírus ou o vírus Influenza, no ar que uma pessoa contaminada lança no ambiente. Assim, a normalização do uso do equipamento pode se tornar cada vez mais realidade no mundo ocidental.

No entanto, a utilização de máscaras no Japão vai muito além do medo de contrair e transmitir doenças. O vice-prefeito de Mogi, Juliano Abe, destaca que a preocupação com a máscara é reflexo cultural. “O povo japonês é conhecido pelo respeito ao próximo e pela postura. Usar máscaras para não contaminar os outros é prova disso”. 

Por terras orientais, usar o acessório é um caminho sem volta – e vira até acessório de moda. A seguir, alguns motivos para o uso das máscaras pela população japonesa.

 

1 – Saúde

O principal motivo dos japoneses usarem máscaras é sem dúvida a saúde. A questão revela um aspecto interessante da sociedade japonesa. Uma grande parcela adota o acessório para evitar passar doenças e germes para os outros, principalmente em locais públicos com grande concentração de pessoas. No Japão existe a cultura de não causar incômodo aos outros, assim, a máscara vira uma forma de evitar a transmissão de doenças. 

 

2 – Pólen

O segundo uso mais comum é para evitar ser contaminado pelo pólen das flores, principalmente na primavera. Muitos japoneses têm alergia ao pólen eliminado pelo cedro e pela cipreste.

 

3 – Proteção do frio

Se o acessório é muito usado na primavera por conta do pólen, não é diferente no inverno. Muitos japoneses recorrem à máscara para se proteger contra o frio, que pode ser bem rigoroso no país.

 

4 – Esconder imperfeições

As mulheres japonesas são tidas como vaidosas. Então, no dia em que não querem passar maquiagem ou para esconder aquela espinha indesejada, a máscara é usada para esconder imperfeições. 

 

5 – Moda

Conhecidos pelo seu senso fashion, os japoneses aderem à máscara para complementar o look. Assim como já está acontecendo no Brasil, há vários modelos do acessório disponíveis, nas mais variadas cores.






Telefone: 11 4798.8444
Celular: 11 9 3802.6290

© 2020 Copyright - Todos os direitos reservados