Kelvyn Murillo

Publicado em 18/09/2020

     

Kelvyn Murillo de Souza Melo, 28, é lutador profissional de MMA e em seu currículo, coleciona títulos importantes e lista os principais: Contender Fight, GP na China e uma vitória no Bangla Boxing Stadium, na Tailândia, onde nocauteou um lutador tailandês. Durante a quarentena, longe do octógono, com apoio dos patrocinadores, montou uma estação de treinos para manter a forma em casa. E, com a retomada gradual, voltou a simular lutas em seus treinos de Sparring e a dar aulas personalizadas. Paulistano, apenas para nascer, é mogiano do Jardim das Bandeiras. Da infância, recorda saudoso as partidas de futebol no campinho do bairro, quando o esporte era sua grande paixão. Fez Mecânica de Usinagem no Senai de Mogi e em breve vai iniciar Educação Física pela Unicesumar, sua mais nova parceira. Desde criança gostava de lutas, mas foi aos 18 que começou a se dedicar aos treinos. E acrescenta: “A luta é um trabalho de toda uma equipe que atua por trás, mas é um esporte que depende individualmente do atleta para vencer”, diz.

Kelvyn Murillo | Atleta

Ainda criança vendia geladinho na rua. “Mais consumia que vendia”, brinca. Aos 16 anos, estagiou na GM, onde ficou por dois anos. Já de olho no MMA, se dividia entre os treinos e seus empregos, como vendedor de calçados, barman e mecânico em uma empresa em Suzano. Desempregado, contou com o apoio da Academia Arena, de Sílvio Cuco, o “Tato”, de quem lembra ainda com gratidão. A partir daí pôde se dedicar exclusivamente ao MMA, aos treinos e às aulas personalizadas de luta. Solteiro, mora no Rodeio e é pai de Manu, oito anos, e Melissa, de sete. Em tempos de pandemia, conversa com as filhas por videochamada e tenta sempre estar próximo delas. Sua alimentação é fit, não come carne vermelha ou frango, mas não resiste às massas. Leonino vaidoso e de bom coração, confia muito nas pessoas, mas aponta que tem dificuldade em administrar finanças e relacionamentos. Seu ídolo no MMA é o brasileiro José Aldo. Seu estilo é esportivo, pratica corrida e não dispensa um bom calção de treino. Gosta da cor azul e seu perfume é o Tommy, da Tommy Hilfiger. Está lendo a biografia “Carlos Gracie. O Criador De Uma Dinastia” e recomenda o seriado “Cobra Kai”, da Netflix. Adorou as belezas paradisíacas de Phuket, na Tailândia, e do Rio de Janeiro, no Brasil. Seu sonho é adquirir três casas: para ele, para seu pai e para sua mãe, e seu projeto é montar um Centro de Treinamento para atletas mogianos. Filho de Renato, 50, e Elizângela, 44, herdou do pai a determinação e, com a mãe, a valorizar o amor. Para ele, todo resultado tem seu preço no treinamento, definido na frase: “Trabalho duro compensa”.






Telefone: 11 4798.8444
Celular: 11 9 3802.6290

© 2020 Copyright - Todos os direitos reservados