João Jorge da Costa | Engenheiro Civil

Publicado em 06/08/2021

     

No comando do Semae de Mogi desde maio, o engenheiro civil João Jorge da Costa, 73, assumiu a autarquia para administrar um plano arrojado de modernização administrativa e as conclusões das ações de setorização no município, com o objetivo de diminuir perdas e tornar o sistema de abastecimento mais eficiente. Paulistano, nascido e criado no bairro Santana, sua principal lembrança de infância é o sítio dos avós maternos aqui em Mogi. “Nos fins de semana e nas férias eu vinha para cá, andava a cavalo, brincava na olaria, pescava e caçava rãs com meu avô”, conta. É formado em Engenharia Civil pela Fundação Armando Alvares Penteado desde 75 e pós-graduado em Hidráulica e Saneamento na Escola Politécnica da USP. Sempre foi apaixonado por construção, influenciado pelo avô carpinteiro. “Quando menino, eu gostava de brincar de construir barragens e viadutos no quintal”, explica.

João Jorge da Costa  | Engenheiro Civil

Seu primeiro emprego foi como estagiário da Sabesp e de lá saiu após 26 anos, aposentado, como vice-presidente metropolitano de Distribuição. Trabalhou na revisão do Plano de Macrodrenagem da Bacia do Alto Tietê e no Plano de Aproveitamento de Recursos Hídricos da Macrometrópole de São Paulo, assessorou a Secretaria de Habitação de São Paulo, no Plano Municipal de Saneamento de 2010, foi presidente da Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental, seção Estado de São Paulo e atuou em diversos outros setores ligados ao saneamento. Divide-se entre Mogi das Cruzes e o Butantã, na capital. É casado há quase 50 anos com Maria Juliana, é pai de Mariana, 41, e Letícia, 39, e avô da pequena Clarisse, de 11 meses. Muito unida, o programa favorito da família é comer pizza aos sábados, seu prato favorito. Sua cor é o branco. Gosta de praticar exercícios físicos e, nos tempos livres, ir ao teatro e cinema. Aprecia muito os filmes do diretor sueco Ingmar Bergman e seu favorito é “Morangos Silvestres”, de 1957. Recomenda o livro “Era dos Extremos”, de Eric Hobsbawm, e planeja em breve ler sua biografia. Das viagens ao exterior, elege os passeios pela Alemanha e Japão como os favoritos. Pelo Brasil, a cidade de São Paulo sempre o encanta, por sua riqueza cultural. Seu projeto é tornar o Semae de Mogi das Cruzes o melhor serviço municipal de saneamento. Filho do saudoso Joaquim da Costa e de Jacyra Lopes da Costa, 96, aprendeu com os pais a viver conforme a vida se apresenta. No dia a dia, acredita que devemos trabalhar pensando no que queremos encontrar. Sua frase é: “Carpe Diem”.






Telefone: 11 4798.8444
Celular: 11 9 9850.4458

© 2021 Copyright - Todos os direitos reservados