Obras de saneamento devem terminar em 2019

Publicado em 16/11/2018

     

As obras de esgotamento sanitário no Botujuru e César de Souza devem ser concluídas em 2019. O investimento é R$ 26 milhões na implantação de um sistema de coleta e tratamento de esgotos, sendo R$ 21,8 milhões no Botujuru e R$ 4,2 milhões em bairros de César de Souza. Os serviços de implantação de coletores foram retomados após as desapropriações de áreas necessárias para conclusão do sistema. A obra atingiu 50% de execução.

“Coletores e estações elevatórias terão de passar por terrenos particulares e tivemos dificuldade para conseguir autorização dos proprietários dessas áreas, além de algumas licenças ambientais. É um desafio cuidar de uma cidade já instalada”, afirmou o prefeito Marcus Melo, que fez uma vistoria no local.

Estão previstos 45 quilômetros de redes de esgoto, 2.760 ligações domiciliares, 3.500 novas ligações prediais ao término da obra, 6 Estações Elevatórias (bombeamento) de Esgoto, 5.500 metros de linhas de recalque (bombeamento) e 11 quilômetros de coletores-tronco.

Até o momento, já foram concluídos 36 quilômetros de redes de esgoto, 4.811 metros de linhas de recalque, 2.709 ligações domiciliares, 893 poços de visita, 787 metros de coletores-tronco.

A empresa responsável pela obra faz a recomposição do asfalto nas faixas por onde passam as redes. Após o fechamento das valas, é necessário aguardar alguns dias para que ocorra a compactação do solo e, posteriormente, é aplicada a camada asfáltica.

Caso este período não seja respeitado, existe o risco de afundamento do pavimento. Este tempo de espera pode ser prejudicado por fatores externos, como forte chuva, por exemplo.

 

Benefícios

A Prefeitura de Mogi e o Semae pedem a compreensão dos moradores das imediações, pois uma obra deste porte traz transtornos temporários devido ao tráfego de caminhões e máquinas, escavações e movimentação de terra e tubos.

Já os benefícios serão permanentes, pois a instalação da rede de coleta e tratamento tará uma significativa melhoria da qualidade de vida da população que deixará de conviver com fossas e esgoto a céu aberto.

A população beneficiada é de cerca de 35 mil pessoas, nos bairros do Botujuru, Jardim São Pedro, Vila Nova Aparecida, Jardim das Bandeiras, Granja Anita e também na região do Conjunto Jefferson. Com as obras, todo o esgoto produzido nessas regiões será enviado para tratamento na Estação do Semae localizada em César. Com o sistema, mais de 140 mil litros de esgoto deixarão de ser lançados por hora no Tietê, contribuindo para a despoluição do rio.






Telefone: 11 4798.8444
Celular: 11 9 3802.6290

© 2020 Copyright - Todos os direitos reservados