Mogi poderá ter mais uma Delegacia da Mulher

Publicado em 10/09/2021

     

A alegada transferência da Delegacia da Mulher (DDM) de Mogi para o novo complexo de segurança que a Prefeitura pretende implantar em César de Souza levantou críticas de autoridades e entidades ligadas à defesa das mulheres. A ONG Recomeçar de Mogi das Cruzes, que presta um serviço de proteção social, de alta complexidade, de acolhimento institucional para mulheres vítimas de violência doméstica, emitiu uma nota de repúdio sobre a mudança da delegacia, que hoje se encontra no Parque Monte Líbano. “É um absurdo pensar nessa mudança. Hoje, com a Delegacia da Mulher no Parque Monte Líbano, as vítimas já encontram muitas dificuldades para denunciar, não pela localização, mas pela falta de sensibilidade dos profissionais que ali trabalham. Com essa mudança, as denúncias serão ainda mais dificultadas”, diz a nota.

No entanto, a Prefeitura de Mogi esclareceu que a Delegacia de Defesa da Mulher continuará atendendo no local atual, durante o horário comercial. A ideia da administração municipal é oferecer um espaço extra no novo complexo que será montado nas antigas imediações do SESI de César, para ampliar o atendimento às vítimas, com espaço exclusivo para as mulheres que sofreram violência. “Dessa forma garantimos maior segurança para cidade, cobrindo uma área ainda maior, facilitando o acesso à Delegacia e proporcionando maior agilidade e estrutura para que os profissionais possam atuar de forma efetiva”, disse o prefeito Caio Cunha.

A Prefeitura reitera ainda que nenhuma mudança de serviço que possa vir a prejudicar a população será realizada pela administração municipal e que vem trabalhando junto à Polícia Civil em um estudo para que o funcionamento da Delegacia da Mulher da cidade passe a ser feito 24 horas, demanda antiga.

 

Estatísticas

De acordo com dados da Secretaria de Estado de Segurança Pública, a DDM de Mogi instaurou, nos primeiros sete meses do ano, 700 inquéritos policiais e realizou 22 prisões. No ano passado, também de janeiro a julho, a delegacia instaurou 502 inquéritos e realizou 25 detenções.






Telefone: 11 4798.8444
Celular: 11 9 9850.4458

© 2021 Copyright - Todos os direitos reservados