Licenças por doença afetam atendimentos

Publicado em 14/01/2022

     

O aumento dos casos de gripe registrado desde o fim do ano passado já tem impactado o comércio mogiano. O fenômeno, incomum para essa época do ano, acende o alerta para o setor que espera que o período de liquidações, que se estende ao longo de janeiro, atraia um grande número de clientes para os centros comerciais. Embora não haja um levantamento de quantos funcionários foram afastados em decorrência do aumento de casos de gripe, a Associação Comercial de Mogi das Cruzes (ACMC) identificou junto aos comerciantes que a situação tem gerado baixa no quadro de colaboradores, o que impacta negativamente as expectativas de vendas.

Os registros de gripe impactam duas frentes do comércio, o primeiro é o quadro de funcionários, que acaba ficando reduzido. Do outro lado, tem os clientes. “Por causa da gripe as pessoas, obviamente, não saem para fazer suas compras ou se divertirem. Aquelas que não estão doentes ficam com medo e não saem para as lojas. Os comerciantes estão preocupados, pois agora que começaram as promoções, eles têm faltas diárias de funcionários”, observa Fádua.

Para minimizar esses impactos, a Associação Comercial de Mogi das Cruzes (ACMC) prepara uma campanha de conscientização e orientação aos comerciantes sobre a importância de continuar seguindo e reforçando os protocolos sanitários.

 

Bancos

O Sindicato dos Bancários de Mogi das Cruzes e Região também relata um aumento no número de afastamentos por doença. De acordo com o presidente, Clayton Pereira, no momento 20 bancários da região do Alto Tietê estão afastados. Por esse motivo, o órgão defende que haja uma revisão no horário de atendimento, adoção do regime de home office e rodízio de funcionários para evitar a contaminação. “Pedimos também que os locais de trabalho sejam higienizados com mais frequência evitando assim a disseminação do vírus”, diz Clayton, que conta que o sindicato tem acompanhado as agências com casos suspeitos ou confirmados de Covid.

 

 

Servidores

Na Prefeitura de Mogi das Cruzes, servidores estão afastados de suas funções por apresentarem sintomas gripais. De acordo com a Secretaria de Transparência e Comunicação, no período de 1 a 10 de janeiro de 2022 foram 39 afastamentos por Covid, sendo 28 por suspeita e 11 com diagnóstico confirmado. No mesmo período, são 26 afastamentos por gripe.






Telefone: 11 4798.8444
Celular: 11 9 9850.4458

© 2022 Copyright - Todos os direitos reservados