Auxílio emergencial poderá ter mais duas parcelas de R$ 600

Publicado em 30/06/2020

     

O Governo Federal deverá estender o pagamento do auxílio emergencial por mais duas parcelas de R$ 600. Inicialmente, o governo propôs pagar mais três parcelas de R$ 300. Depois, passou a defender um escalonamento decrescente, com parcelas de R$ 500, R$ 400 e R$ 300. No entanto, o Congresso defende o pagamento igual às parcelas atuais. 

Para pagar por mais meses parcelas de R$ 600, o governo não precisa enviar nova proposta ao Congresso. A lei que criou o auxílio deu ao governo o poder de renovar o benefício, mas apenas com parcelas iguais às iniciais, aprovadas em abril. Pelas contas da Instituição Fiscal Independente (IFI), do Senado, cada parcela do auxílio custa, por mês, R$ 50 bilhões aos cofres públicos.

A decisão deve ser tomada na manhã desta terça-feira (30), em reunião no Palácio do Planalto.






Telefone: 11 4798.8444
Celular: 11 9 3802.6290

© 2020 Copyright - Todos os direitos reservados