Saiba como se adaptar ao horário de verão

Publicado em 01/11/2018

     

O horário de verão começa neste fim de semana quando, de sábado para domingo, os relógios deverão ser adiantados em uma hora. E, tal como acontece todos os anos, muitas pessoas têm dificuldade em se adaptar ao novo horário de forma a evitar o cansaço excessivo. 

O clínico geral Rui Gomes tem algumas dicas essenciais para evitar alguns transtornos na troca de horário, que mexe com a nossa rotina e o nosso corpo. Já que não tem como evitar totalmente o desconforto até sentir que o organismo está totalmente acostumado com a mudança, o médico conta que há truques importantes para que o corpo e a mente se acostume ao horário. 

A adaptação ao novo horário leva alguns dias para as pessoas se adaptarem, cerca de dois a sete dias, dependendo do organismo. “Ir para cama mais cedo alguns dias antes da troca do horário ajuda na acomodação corporal”, aconselha Gomes. Deixar o quarto bem escuro e tranquilo, não usar celular, tablet ou assistir TV na cama enquanto espera o sono também são dicas dadas pelo médico. “Atrapalha muito”, justifica.

 

Outras mudanças

Além do sono baguçado, algumas pessoas não sentem fome ou comem fora de hora. A alteração no horário das refeições pode gerar diversos fatores como pressão baixa, aumento do stress, cansaço, dores de cabeça, fraqueza e até mesmo queda de imunidade. O importante é ter uma alimentação saudável e de fácil digestão. É bom evitar o excesso de café e bebidas estimulantes, como o álcool ou energéticos, principalmente no período da noite, porque que podem prejudicar o sono. Rui Gomes ainda acrescenta a importância da atividade física. “Recomendo a prática de exercícios físicos pela manhã, cerda de 1h30 a 2h após acordar”,  explica.






Telefone: 11 4798.8444
Celular: 11 9 3802.6290

© 2018 Copyright - Todos os direitos reservados