Taboão volta a sofrer com a falta de serviço dos Correios

Publicado em 17/07/2019

     

O distrito industrial do Taboão, em Mogi das Cruzes, voltou a ser prejudicado com a falta de serviços dos Correios (Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos). Empresários e moradores passaram a ter que buscar as correspondências e as mercadorias na agência localizada no centro da cidade. As entregas deixaram de ser feitas.

Moradores e empresas instaladas no distrito informaram ao presidente da Associação Gestora do Distrito Industrial do Taboão (Agestab), Osvaldo Baradel, que, além da entrega não ser realizada, as informações inseridas no sistema de rastreamento são falsas. “Há diversos episódios em que o sistema dos Correios constava que o carteiro foi até a empresa, porém, não havia encontrado ninguém que pudesse deixar a correspondência ou a mercadoria, o que é uma mentira. Eles estão utilizando esta manobra para manipular os indicadores de qualidade, ou seja, se o carteiro não foi atendido não gera pontos negativos no indicador de entrega”, afirmou Baradel.

“Na minha empresa, por exemplo, temos portaria 24 horas. Em qualquer horário que o carteiro chegasse, seria atendido”, disse Baradel, que também foi prejudicado com a falta das entregas. “Conferimos as imagens das câmeras de monitoramento da empresa no dia e no horário indicado no sistema dos Correios e não há nenhum sinal de funcionário ou veículo do Correios tentando fazer a entrega”, afirmou o presidente da Agestab.

Na avaliação de Baradel, o que a companhia tenta fazer “é jogar a responsabilidade para os empresários, quando na verdade a incompetência está sendo desta empresa que detém o monopólio deste tipo de atividade”. “Eles nem mesmo aparecem no distrito e preenchem o sistema de rastreamento com informações falsas”, criticou.

Baradel destacou que a falha dos Correios tem ocasionado graves problemas. “Há empresários que tiveram problemas em processos judiciais, simplesmente porque os Correios não entregaram a notificação que informava o dia da audiência, por exemplo”, explicou. “Isso é um verdadeiro descaso com o Taboão”, lamentou o presidente.

 

Serviços importantes

O presidente da Agestab avalia que os serviços dos Correios são de extrema necessidade na região do Taboão, pois há demanda residencial e empresarial. “São cerca de 10 mil habitantes e mais de 60 empresas em atividade, gerando mais de 5 mil postos de trabalho diretos”, disse.

“Trata-se de um distrito em franco desenvolvimento e não podemos deixar de ter aquilo que é essencial, como o recebimento e o despacho de encomendas e correspondências", afirmou Baradel, que aguarda o agendamento de uma nova reunião com a direção dos Correios para tratar do assunto.  “Em Mogi das Cruzes, não há ninguém dos Correios que possamos dialogar para resolver este problema. Já tentamos por diversas vezes nos reunir com o responsável pelas agências da região, porém, ele nunca está disponível”, lamentou.

Em 2015, a diretoria da Agestab se reuniu com a então direção dos Correios, na sede, em São Paulo. Ficou acertado que os serviços seriam realizados em uma parte do distrito industrial e, posteriormente, haveria uma ampliação. “Além de não ter ocorrido nenhum tipo de expansão, agora passaram a sucatear o trabalho. Um absurdo que precisa de atenção das autoridades”, finalizou.






Telefone: 11 4798.8444
Celular: 11 9 3802.6290

© 2019 Copyright - Todos os direitos reservados