Estrada da Volta Fria será o novo complexo viário de Mogi

Publicado em 11/02/2019

     

Toda a região da Volta Fria, desde a Estrada do Pavan, na saída da Mogi-Dutra, até a Avenida das Orquídeas, em Jundiapeba, vai se tornar um novo complexo viário de trânsito, possibilitando ainda a implantação de um pólo de desenvolvimento econômico e social com a atração de empresas, geração de emprego e renda. O cronograma do projeto, assim como a viabilidade orçamentária, será apresentado dentro de 40 dias pela Secretaria Estadual de Logística e Transporte e pelo Departamento de Estradas de Rodagem (DER).

A informação é do secretário estadual, João Octaviano Machado Neto, que percorreu todos os 10 km da estrada ao lado do deputado federal, Marco Bertaiolli. “O secretário pôde verificar in loco a importância desta ligação e a sua importância, tanto para a mobilidade urbana, como também para o desenvolvimento desta região”, destacou o deputado, que convidou o secretário para a visita técnica que ocorreu na sexta-feira (08/02/2019) durante uma audiência, em janeiro passado, na sede da Secretaria em São Paulo. “O governador João Doria está descentralizando as decisões para os seus secretários, dando maior agilidade às decisões do Estado”.

A proposta é que o Governo do Estado faça a duplicação da Estrada do Pavan, ligando a Mogi-Dutra à Estrada da Volta Fria, ligando toda aquela região à Avenida das Orquídeas, em Jundiapeba, e a Suzano. “Esta avenida foi uma conquista de Mogi das Cruzes na época em que fomos prefeito da cidade. Com este novo complexo, teremos dois grandes eixos de mobilidade, descongestionando a SP-66”, destaca o deputado, acrescentando este mesmo projeto já foi apresentado 2010, na sua primeira gestão como prefeito.

O secretário, que recebeu um dossiê com todo o histórico das mãos de Bertaiolli, destacou que a proposta vem ao encontro dos ideais de desenvolvimento aplicados pelo governador João Doria. “O Estado tem que ser o grande indutor deste desenvolvimento, criando novas alternativas de trânsito e pólos de crescimento regionais”, afirmou Machado Neto, destacando que vir a Mogi das Cruzes a convite de Bertaiolli foi fundamental para conhecer de perto a demanda da cidade.

OUTRAS ESTRADAS -  A visita do secretário e a apresentação das demandas não se limitou apenas à Estrada da Volta Fria. O deputado também falou da preocupação com a Mogi-Bertioga, que vem registrando diversas quedas de barreiras nos últimos tempos, assim como a realização das obras de duplicação da Mogi-Dutra no trecho da Rodovia Ayrton Senna até Arujá.

RODOANEL – Depois da vistoria técnica em Mogi das Cruzes, Machado Neto ainda foi até Suzano, na Estrada dos Fernandes, onde foi discutida a implantação da alça de acesso ao Rodoanel Mário Covas, ampliando a logística viária não só de Suzano, como também de Poá e Ferraz de Vasconcelos. “Este também é um pleito antigo, porque estas cidades ficaram ilhadas com a construção da Ayrton Senna, que tirou todo o grande fluxo da SP-66, que era o grande eixo de desenvolvimento entre São Paulo e o Alto Tietê”.






Telefone: 11 4798.8444
Celular: 11 9 3802.6290

© 2019 Copyright - Todos os direitos reservados