Comércio é o 2º maior empregador na cidade

Publicado em 19/07/2019

     

Entre os 100 maiores potenciais de consumo do Estado de São Paulo, Mogi tem no comércio um dos principais pilares da economia. São mais de nove mil estabelecimentos ativos e aproximadamente 21 mil trabalhadores – o setor é o segundo que mais emprega, sendo responsável por 22% da massa de trabalhadores com carteira assinada na cidade. A Associação Comercial de Mogi das Cruzes (ACMC) aproveitou a data para ressaltar o empenho de lojistas para manter as portas abertas mesmo diante dos reflexos de uma crise que se arrasta desde 2014. 

A expectativa atual é de que serão necessários mais cinco anos para o comércio retomar o volume de vendas de 2014, antes da crise. Ou seja, dias melhores só entre 2024 e 2025 se mantido o crescimento anual na casa de 1%.

“Todos sabiam que a recuperação da economia seria difícil, mas existia uma expectativa de retomada neste ano, o que não está se concretizando. O crescimento do varejo esperado para 2020 é de 1,1%, muito aquém do esperado e necessário”, avalia o presidente Marco Zatsuga.

O dirigente ressalta que o avanço na recuperação da economia depende de fatores como a redução dos juros, a Reforma da Previdência, que deve injetar otimismo nos investimentos, e a liberação de recursos do PIS e FGTS. “Enquanto espera por essa melhora na conjuntura econômica, o comerciante tem lançado mão de estratégias para diminuir os efeitos da retração de consumo. Além da redução de custos, tem apostado em promoções e nas datas comemorativas”.






Telefone: 11 4798.8444
Celular: 11 9 3802.6290

© 2019 Copyright - Todos os direitos reservados