Opinião

29 de novembro de 2013
 

Cassações em aberto

 

A partir de agora, o processo de votação de cassações de parlamentares no Congresso Nacional vai ser menos rodeado de segredos. Antes feito sem que os responsáveis por absolver deputados e senadores corruptos pudessem ter seus nomes revelados, agora, este tipo de votações será feito em aberto.
A medida é um importante passo para que as ações feitas em Brasília sejam feitas mais às claras. O caso mais recente do abuso feito às sombras do voto secreto foi o do (ainda) deputado Natan Donadon, que, em junho, foi preso pelos crimes de peculato e formação de quadrilha. Dois meses depois, na hora de votarem se um detento em regime fechado poderia continuar exercendo seu mandato como representante do povo, 233 colegas votaram a favor da sua permanência.
Desde essa época, a Câmara não voltou a votar processos de cassação. Mas as próximas votações deverão ser as mais importantes dos últimos anos. É porque em breve, o Congresso deverá votar pela cassação ou absolvição dos deputados condenados no processo do mensalão: Valdemar Costa Neto, o Boy, José Genoíno, João Paulo Cunha e Pedro Henry.
Dos quatro, apenas o petista Genoíno já cumpre medida de prisão – provisoriamente, ele está na casa de uma filha em Brasília se recuperando de um mal-estar ocorrido semana passada. No entanto, a previsão é de que Genoíno regresse em breve para cumprir o semiaberto na prisão da Papuda, já que o resultado da Junta Médica revelou que o seu caso não é passível de prisão domiciliar. A decisão sobre se ele tem direito ou não a aposentadoria também não deve ir para a frente: para a Junta, não há motivo para Genoíno se aposentar por invalidez. Com a decisão, o petista condenado a 6 anos e 11 meses de prisão deverá enfrentar processo de cassação do mandato parlamentar.
Agora, quem votar a favor de que deputados condenados permaneçam nas suas cadeiras no Congresso terá seu nome revelado. Isso será importante para fiscalizarmos as decisões dos parlamentares em quem votamos. E, a menos de um ano das próximas eleições, os deputados que tentam a reeleição vão pensar duas vezes antes de encobrir colega corrupto, ou a resposta da população vem através das urnas.





 
Veja também
 

 
20170926_JulienPereira_Vida Literaria EE Ivone_0659

Vida Literária e UMC promovem Semana para Doar Livros

O objetivo da ação é arrecadar obras literárias novas e usadas, que posteriormente serão distribuídas em escolas públicas e instituições que atendem crianças e jovens.
por A Semana
 

 
 
FAROFA

Vereador Farofa reforça a necessidade de implantação de polo da Univesp em Mogi

Em Mogi, segundo levantamento feito pelo vereador republicano, seriam beneficiados de 200 a 600 mogianos com sete cursos
por A Semana
 

 
 
Claudio Leon, Paolla Oliveira e Ana Baby

Atleta mogiana faz participação na novela “A Força do Querer”, da Globo

Ana Baby, lutadora da equipe Arena Extreme, de Mogi das Cruzes, enfrentou Jeiza Rocha, personagem de Paolla Oliveira em luta de MMA
por A Semana
 

 

 
b3b7fb4f-48cc-49ec-8564-2132b99a2eb7

Edição 1004

Minha brilhante netinha Luiza Almeida Ruiz ganhou duas medalhas Bronze como “Alunos Adiantados” no evento Kumon Expo 2017, que ocorreu dia 7 na UMC. Na foto, com a coordenadora da unidade do Socorro, Daisy Petraconi e o coo...
por A Semana
 

 
 
fabiola fique novo

Edição 1004

por Fabíola Pupo
por A Semana
 

 
 
chicão evidencia @Studio Evandro Maia

Chicão Manna

Criador do site Planeta Literário
por A Semana
 

 

 
Renata Sasaki com seus filhos Anna Mai e Gael, junto a Maya Talarico e à galera da Patrulha Canina na feira Super Baby Kids, que foi sucesso de público. Mais de 40 empresas em três dias de eventos com público cativo para mamãe, gestante e criança.

Edição 1004

Confira as fotos da semana
por A Semana
 

 
 
MOLHO PICANTE

Edição 1004

por Nabukodonosor Pimenta
por A Semana
 

 
 
por A Semana