Cidades

29 de agosto de 2014
 

Câmeras de segurança ajudam a identificar pichadores em Mogi

Equipamentos de monitoramento flagram vândalos atacando imóveis na cidade

Pichações na cidade são monitoradas por câmeras de segurança

As câmeras de segurança espalhadas por Mogi das Cruzes auxiliam na identificação de pichadores da cidade. O equipamento cooperou, somente nos primeiros sete meses de 2014, para a identificação de 19 atuações de pichadores pela cidade. Um número significativo, se comparado aos dos últimos anos: em 2012, foram identificados apenas 13 casos e, em 2013, registrou a ação em 20 infrações.
No total são 286 câmeras controladas pela Central Integrada de Emergências Públicas (Ciemp), que opera 24 horas do dia pela Guarda Municipal.
A multa para pichação é de 50 Unidades Fiscais do Município (UFMs), equivalente a R$ 6.461,00. O valor dobra para casos reincidentes. Em situações onde há o envolvimento de menores de idade, a multa passa a ser de seu responsável. Segundo Eli Nepomuceno, secretário municipal de Segurança de Mogi das Cruzes, além da multa em dinheiro, o infrator responde a um processo penal. “O responsável pela pichação além da multa, responde a um processo penal por danos ao patrimônio público”, explica Nepomuceno.
As denúncias nesse caso ocorrem em números menores devido às pichações serem feitas geralmente na madrugada. Entretanto, a ajuda de moradores é muito importante e, em qualquer atitude suspeita ou risco, a Central de Emergência deve ser avisada pelo número 0800 770 1566. “Os pichadores são discretos e sabem como fazer. Mas não descartamos a ajuda da população, que caso se depare com pichadores podem denunciar anonimamente”, afirma o secretário.

Cultura
Para combater a pichação, o caminho que a Prefeitura de Mogi das Cruzes utiliza é a cultura, com projetos de cursos de dança de rua e o grafite, que nada mais é do que a maneira de se expressar usando arte e sem depredar o patrimônio público ou estabelecimento próprio.
O espaço cultural para os cursos, denominado “Casa do Hip Hop”, foi inaugurado na quinta-feira (28), na Rua Coronel Cardoso de Siqueira, 48 (Leia mais na página 10).





 
Veja também
 

 
20170926_JulienPereira_Vida Literaria EE Ivone_0659

Vida Literária e UMC promovem Semana para Doar Livros

O objetivo da ação é arrecadar obras literárias novas e usadas, que posteriormente serão distribuídas em escolas públicas e instituições que atendem crianças e jovens.
por A Semana
 

 
 
FAROFA

Vereador Farofa reforça a necessidade de implantação de polo da Univesp em Mogi

Em Mogi, segundo levantamento feito pelo vereador republicano, seriam beneficiados de 200 a 600 mogianos com sete cursos
por A Semana
 

 
 
Claudio Leon, Paolla Oliveira e Ana Baby

Atleta mogiana faz participação na novela “A Força do Querer”, da Globo

Ana Baby, lutadora da equipe Arena Extreme, de Mogi das Cruzes, enfrentou Jeiza Rocha, personagem de Paolla Oliveira em luta de MMA
por A Semana
 

 

 
GEDSC DIGITAL CAMERA

Tatuadora cobre cicatrizes de mastectomia

Fabiana da Silva também faz, gratuitamente, tatuagens em mulheres que sofreram violência doméstica ou que têm cicatrizes de cirurgias mal sucedidas
por A Semana
 

 
 
crianças @Studio Evandro Maia

Amor ensinado por crianças especiais

Mesmo com limitações, elas dão exemplo de como viver intensamente
por A Semana
 

 
 
ronco

Metade dos brasileiros dorme mal

33% da população sofre com apneia do sono e o ronco
por A Semana
 

 

 
Foto Milene Milan - Que lixo é lixo (7)

BuZum! apresenta novo espetáculo Que lixo é lixo? em Suzano

Nos dias 14 e 16 de outubro, a Cia. de teatro de bonecos sobre rodas realiza sessões gratuitas da peça que mostra a importância de reutilizar e reciclar o lixo
por A Semana
 

 
 
IMG_7418

Mogi das Cruzes/Helbor decide vaga na semi contra LSB nesta segunda no Hugão

O jogo 2 do playoff quartas de final será às 20h e terá transmissão ao vivo da TV FPB.
por A Semana
 

 
 
Espet culoN_CarlosPetrini

Espetáculo no SESI Mogi aborda drama dos refugiados de guerra

N, espetáculo inspirado no Diário de Anne Frank, reflete de maneira dramática a luta constante pela vida e a instabilidade que cerca o ser humano.
por A Semana